Angola: Parar as Expulsões em Massa de Migrantes

O governo angolano deve suspender imediatamente a deportação de migrantes e refugiados oriundos da República Democrática do Congo e realizar uma investigação expedita e imparcial às alegações de abusos por parte das forças de segurança do Estado, anunciou hoje a Human Rights Watch. Mais de 400 000 pessoas foram forçadas a regressar ao seu país de origem ou fugiram de Angola durante o mês de Outubro de 2018, após uma operação que visou os trabalhadores da extração ilegal de diamantes na província de Lunda Norte, em Angola.

 

Notícias