Skip to main content

Declaração da HRW sobre o assassinato do líder indígena Zezico Rodrigues, no Maranhão

Zezico Guajajara era professor e diretor da escola indígena da aldeia Zutiwa, na TI Arariboia. © Arquivo Pessoal
A Human Rights Watch recebeu com consternação a notícia sobre o assassinato de uma liderança indígena Guajajara nesta terça-feira (31). Zezico Rodrigues, professor e diretor do Centro de Educação Escolar Indígena Azuru, foi encontrado baleado em uma estrada próxima a uma aldeia na Terra Indígena Arariboia, no estado do Maranhão.

Lamentamos profundamente seu assassinato e clamamos por uma investigação rápida, rigorosa e imparcial para a devida responsabilização dos envolvidos. Zezico, defensor dos direitos dos povos indígenas e atuante na área da educação, tornou-se o quinto indígena Guajajara assassinado em um período de cinco meses.

Em setembro, a Human Rights Watch publicou um relatório documentando o clima de insegurança e impunidade em terras indígenas no estado do Maranhão. O relatório documentou dezenas de casos de intimidação e ameaças contra indígenas e identificou sérias falhas nas investigações de assassinatos em uma região abrangendo as terras indígenas Arariboia Alto Turiaçu e Governador. É preciso dar um fim ao clima de insegurança e impunidade na região.

Your tax deductible gift can help stop human rights violations and save lives around the world.

Região/País