Felipe Santa Cruz, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB)

© 2019 Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
As declarações de Jair Bolsonaro sobre o desaparecimento de Fernando Santa Cruz de Oliveira e sobre as conclusões e documentos da Comissão da Verdade, são irresponsáveis, cruéis e merecem absoluto repúdio. A ditadura militar no Brasil conforme atestado pela Comissão da Verdade em relatório de 2014 causou sofrimento indescritível a milhares de brasileiros, com desaparecimentos, mortes, torturas e prisões arbitrárias, cometidas por agentes do Estado. Até o momento, ninguém foi responsabilizado por esses abusos, apesar das recomendações das Comissão e de decisões no âmbito do sistema interamericano de direitos humanos.

Ao dizer que não tem registros documentais de sua versão e admitir que ela está baseada em “sentimento”, Bolsonaro fabrica informações, distorce completamente a verdade, e manifesta profundo desprezo à dignidade humana das vítimas da repressão do Estado e seus familiares. Queremos expressar solidariedade total às vítimas da ditadura militar no Brasil, e em particular neste caso, ao Dr. Felipe Santa Cruz, Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, e seus familiares.